Tudo sobre Fetiches

A palavra fetiche ainda vem carregada de tabu, talvez pela maneira como este tema vem sendo tratado ao longo dos tempos através de filmes, livros, etc .

O fato é que os fetiches sexuais provocam enorme curiosidade nas pessoas pela mistura do “estranho” com o proibido.

Geralmente, os fetiches são associados a objetos, práticas sexuais, fantasias tais como salto alto, chicotes, lingeries, algemas, saias colegiais, uniformes de enfermeira ou uma parte do corpo não genital.

Porém há muito mais a descobrir no universo fetichista!

Preparado para abrir a mente sobre o assunto?

Tudo Sobre Fetiche

AUTOR

Luiz Pacheco

CATEGORIA

Dicas

DATA

04 de Agosto 2020

INSTAGRAM

@androclinicbrasil

Diferença entre Fetichismo e Fantasia

Um erro comum é confundir as suas fantasias com um possível fetiche.

Não é um erro grave, mas imagino que você queira saber a diferença.

Em termos de psicologia, o fetichismo é o desvio do interesse sexual para alguma parte do corpo do parceiro ou objetos que possam estar intimamente ligados ao corpo humano: roupa íntima, sapatos, peças de vestuário, acessórios, são alguns deles.

Associado ao fetichismo, comumente relacionamos “fantasias sexuais” que na verdade são situações imaginárias erotizadas, ou seja, “desejos”

Desta forma podemos considerar que o fetichismo é uma prática inofensiva e saudável, podendo ser usado para enriquecer a relação sexual utilizando objeto de desejo como estímulo e interação pedindo para que a parceira vista determinada roupa ou que use sapatos de salto alto por exemplo.

Contudo, as fantasias mais comuns estão associadas com a satisfação sexual, onde a parceira incorpora uma personagem como uma colegial, secretária, enfermeira, policial…

Terreno perigoso

Existem diversos tipos de fetiches que se associam a objetos ou a partes do corpo que se sentem prazer em fantasiar.

Em busca desse prazer, são variadas as preferências sexuais – umas mais simples e outras muito mais complexas que dependem muito da individualidade de cada pessoa e do prazer sexual que ela deseja ter.

As fantasias mais associadas ao fetichismo referem-se pelo sadomasoquismo; palmadas; dominação-submissão; voyeurismo; ménage a trois e outras tantas.

Quando isto se torna uma necessidade impulsiva e obsessiva, quando há a dificuldade em se conter e existe o risco de invadir a privacidade, a integridade ou os direitos e os limites da parceira, são sinais de que o fetiche começa a fugir ao seu controle e deve-se ter cuidado.

Lembre-se sempre que o sexo é bom, mas a sua liberdade nunca pode interferir na liberdade da sua parceira.

Para ser bom, o prazer tem de ser para ambos e por isso a comunicação é muito importante.

Guia Definitivo

Disfunção Erétil

BAIXE SEU GUIA GRATUITAMENTE

Guia Definitivo

Disfunção Erétil

BAIXE SEU GUIA GRATUITAMENTE

O peso da vergonha

Apesar da abertura que temos hoje em dia para falar de sexualidade, muitas pessoas preferem esconder seus segredos sexuais, pois o que foge do dito “comum” dificilmente é bem aceito.

E é exatamente por isto que muitas pessoas insistem em rotular qualquer fetiche como algo perverso, imoral ou inapropriado.

Este pensamento faz com que as pessoas que têm fetiches, convivam muitas vezes com a dúvida de estarem agindo errado e muitos tem vergonha de admitir até para seus parceiros, suas preferências e vontades.

Qual a consequência?

O prazer que poderia vir da realização dos seus desejos sexuais é muitas vezes substituído pela enorme culpa que vai se instalar.

Contudo, é importante lembrar de ter consciência de que o fetiche é saudável quando faz parte de brincadeiras e fantasias que não ultrapassam os limites de cada um.

Saber equilibrar e canalizar a energia sexual de forma a dividir o prazer com o outro é o caminho certo para uma relação sadia e prazerosa.

Será fetiche ou obsessão?

Se este tema está chamando sua atenção, se está despertando sua curiosidade, então é bem provável que esse seu desejo sexual mais contido se enquadre na categoria dos fetiches.

Você pode até nunca ter revelado a ninguém nem ter tido oportunidade de o colocar em prática, mas a verdade é que há algo que ‘mexe’ com você e com o qual você fantasia.

Quando o fetiche se torna uma obsessão, virando assim uma neurose, a pessoa pode complicar a sua vida sexual e pessoal.

Contudo, na dose certa, esse fetiche pode apimentar os relacionamentos amorosos e ajudar inclusive para quem tem problemas de disfunção erétil.

A revelação do seu fetiche para seu amor, poderá dar uma renovada na sua relação.

Sempre que acontecer um clima de intimidade, tome cuidado e respeite conforme a aceitação da parceira.

Os fetiches sexuais no dia-a-dia

Evitar a atenção dos outros é sempre melhor que provocar.

A sociedade ainda não se sente preparada para lidar com este tema, mas a verdade é que os fetiches sexuais estão constantemente à nossa volta, presentes nos mais simples acessórios do nosso dia a dia.

O que acontece é que muitas pessoas não admitem que têm atração por esses mesmos objetos comuns e raramente revelam as suas fantasias para o outro.

A sua mulher também tem fetiches

O grande sucesso do filme “Cinquenta Tons de Cinza”, sustenta um princípio-base: as mulheres também têm fetiches.

E está mais do que na hora de os revelarem.

Esta simples fórmula transformou o filme num dos mais assistidos no mundo inteiro, por homens e mulheres.

O lado feminino expõe os seus desejos sexuais e o lado masculino liberta a sua curiosidade.

O mérito deste filme está em dar voz aos desejos escondidos ao expor que se permitindo a mulher poderá fazer incríveis e libertadoras descobertas sexuais.

Com sensibilidade você poderá incentivar e motivar a sua parceira a revelar-se sexualmente.

Enquanto casal, comecem a ousar e a realizar o prazer sexual com um pouco mais de envolvimento tendo a consciência que dentro de quatro paredes e com consentimento tudo é permitido.

Muitas mulheres se reprimem e deixam essa responsabilidade para os homens, mas elas também têm suas fantasias e desejos, muitas vezes perder o controle pode ser libertador.

Aproveite a dica e convide sua parceira para assistirem juntos o filme, tirem suas conclusões se inspirem, invista um tempo em descobrir os desejos dela, muito provavelmente ambos descobrirão novos fetiches e um mundo de possibilidades sexuais pode se abrir.

O proibido é mais gostoso

Muitos casais só se dão conta dos desejos uns dos outros depois do casamento, quando decidem revelar os seus desejos mais íntimos, o resultado pode ser surpreendente, tanto pelo lado positivo, por acender diversas possibilidades, mas também pelo lado negativo, gerando muita desconfiança do porquê só agora ter se revelado.

O prazer sexual deve ser ligado a novas iniciativas autorizadas por ambos e com combinações que não impliquem a danos a ninguém.

Nos dias de hoje, a maioria dos fetiches e das fantasias podem continuar sendo considerados, no mínimo, estranhos.

Mas o certo é que são apenas uma forma da mente aumentar a proporção do prazer.

E lembre-se sempre: todos nós temos os nossos fetiches sexuais, por mais simples que possam parecer.

Nem sempre conseguimos realizá-los, muitas vezes por desejos incompatíveis da parceira.

Mas essa é a graça, a busca pela satisfação sexual juntos, o que faz do ato sexual tão excitante.